Discodermolídeo: uma nova arma no combate ao câncer



Discodermolídeo: uma nova arma no combate ao câncer

Câncer é a definição genérica para um grupo de mais de 100 doenças que têm em comum um crescimento inesperado e nocivo de um grupo de células. A célula cancerígena se forma partir de uma mutação genética de uma célula normal. As células doentes (geneticamente alteradas) adquirem características peculiares que as tornam deletérias ao organismo. Tais características são: auto-suficiência em sinais de crescimento; insensibilidade a sinais fisiológicos anti-proliferativos; escape à apoptose; potencial de replicação ilimitado; angiogênese favorecida; invasão de tecido adjacente e metástase.1

Do total de 58 milhões de mortes por diversas causas no mundo em 2005, o câncer foi responsável por 7,6 milhões (13%). Pulmão, estômago, fígado, cólon (maior porção do intestino grosso) e mama são os órgãos mais acometidos por essa enfermidade.2 Dados da Organização Mundial de Saúde mostraram que o câncer, em 2002, já era a segunda maior causa de morte por doenças em países desenvolvidos (Figura 1).3 Vale ressaltar que na subdivisão do gráfico que inclui outras causas estão incluídas AIDS, tuberculose, diabetes, doenças do sistema respiratório, além de causas como acidentes rodoviários e violência.














Produtos naturais têm se mostrado eficientes quimioterápicos contra o câncer desde a década de 60, quando foi aprovado o uso da vimblastina (Vincapan® da Rhône- Poulenc) e da vincristina (Oncovin® ou Velban® da Eli Lilly, Vincristina® da Asofarma). Ambos compostos são alcalóides extraídos de vinca – Catharanthus roseus (Figura 2).4,5 No Brasil esta planta ornamental é muito comum sendo conhecida, entre outros nomes populares, como beijo.

continue lendo este maravilhoso artigo do Renato Saldanha Bastos,pela referencia nos meus estudos !
see ya!
Discodermolídeo: uma nova arma no combate ao câncer Discodermolídeo: uma nova arma no combate ao câncer Reviewed by Kembolle Amilkar on quarta-feira, janeiro 21, 2009 Rating: 5

Nenhum comentário