Nova classe de anti-hipertensivos

bem estive passando em blogs de amigos e vi essa materia postada pelso alunos da universidade de minas gerais um assunto bem legal…. Uma nova classe de anti-hipertensivos está sendo desenvolvida após 10 anos de pesquisa e sem novos mecanismos de ação para fármacos anti-hipertensivos.

Para relembrar alguns conceitos do Sistema Renina-Angiotensina (SRA), apresento o quadro abaixo:

renina_angiotensina.jpg

Resumidamente, podemos apontar que:

A renina é uma enzima secretada pelas células renais próximas ao glomérulo de Malphigi (justaglomerulares) e que fragmenta o polipeptídeo angiotensinogênio (produzido no fígado) destacando um de 10 aminoácidos, a angiotensina I.

Da angiotensina I, a enzima conversora de angiotensina (ECA / ACE) retira dois aminoácidos. Os 8 restantes representam a angiotensina II, um polipeptídeo ativo em receptores AT1, cujas ações são:

  • vasoconstrição generalizada (especialmente nas arteríolas eferentes do rim, pós-filtração).
  • liberação de NOR nas terminações simpáticas (aumento de frequência e força de contração do coração).
  • aumento da reabsorção de Na (Túbulo Contorcido Proximal).
  • secreção de aldosterona (córtex da glândula supra-renal).
  • crescimento celular no coração e nas artérias.
  • diminuição na produção de renina (feedback negativo).

Departamentos de P&D (pesquisa e desenvolvimento) de grandes indústrias farmacêuticas estão envolvidas com os inibidores da renina. A Merk em conjunto da Actelion e a Pizer já possuem fármacos em desenvolvimento, mas nesse post farei referência apenas ao aliskiren (aliskiren hemifumarate), fármaco da Novartis com medicamentos já aprovados no FDA (Tekturna® e Tekturna HCT® - associado à hidroclorotiazida) e diversos outros países (Rasilez®).

rasilez_logo_e.gif

O novo aliskiren atua inibindo diretamente a ação da renina, impedindo que esta faça a conversão do angiotensinogênio em angiotensina I e que toda a cascata até a formação de angiotensina III, IV e 1-7 seja completa. Isso confere à essa nova geração vantagens sobre outros anti-hipertensivos, principalmente os inibidores da ECA (IECAs) e os bloqueadores de receptores AT1 (BRAs).

Vantagens conferidas pelos IR:

  1. Os IECAs aumentam os níveis de Angiotensina I (atividade plasmática da renina), que pode ser convertida em Angiotensina II por vias independentes da ECA, suplantando parcialmente o bloqueio dos IECA (inibidores competitivos).
  2. Os IR bloqueiam o SRA de maneira mais completa, dado que a Renina é a moduladora da velocidade da cascata. Isso diminui a probabilidade de efeitos colaterais pelo acúmulo de angiotensina I ou angiotensina II.
  3. Os IR não aumentam a síntese da bradicinina (receptores B2), evitando tosse e edema angioneurótico como os causados pelos IECAs.

A dose usual inicial é de um comprimido de 150 mg ao dia, podendo em casos mais graves ser elevado aos 300 mg diários ou ainda associado a outros agentes anti-hipertensivos.

O aliskiren confere controle da pressão arterial durante todas as 24 horas da dose diária, o que é muito importante pelas características flutuantes da hipertensão e pelas crises surgirem freqüentemente nas primeiras horas da manhã.

Molécula do aliskiren

800px-aliskiren_svg.png

LINK PARA MATERIAL UTILIZADO NA PESQUISA

Fontes:

  • Rang & Dale Farmacologia 6ª edição.
  • Novartis media release, Basel, 17 de Maio de 2006.
  • Novartis consumer information for Rasilez®.
  • Inibidores de renina, uma nova classe hipertensivos. Artur Beltrame Ribeiro*, Revista brasileira de hipertensão vol 13(3):219-220, 2006.
  • Bloqueadores diretos da renina, uma nova arma para combater velhos inimigos. Artur Beltrame Ribeiro*, revista da sociedade brasileira de hipertensão, vol. 10, nº 2, 44-45, 2007.
  • http://farmaciafmu.wordpress.com [ valeu pessoal ótimo wordpress ;)]

*Professor Titular da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP/EPM. Diretor da Fundação Oswaldo Ramos, Hospital do Rim e Hipertensão.

satisfação imensa de ver que os projetos ao passar do tempo esta melhorando!

espero que ate la tenha um espaço suficiente para todos poderem usar este medicamento e não depender apenas de preços… novas escobertas assim deveriam ter amostas gratis para o publico que realmente não tem condições e pagar!não acham? comente. !!!

[]’s

Nova classe de anti-hipertensivos Nova classe de anti-hipertensivos Reviewed by Kembolle Amilkar on domingo, novembro 09, 2008 Rating: 5

Nenhum comentário