Hermann Schatzmayr: uma carreira de ouro na virologia

le foi responsável pelo isolamento dos vírus do dengue 1, 2 e 3 no Brasil. Participou dos esforços de erradicação da poliomielite e da varíola. Integrou vários comitês internacionais da Organização Mundial da Saúde (OMS) – e atualmente faz parte do grupo que acompanha e avalia os projetos de pesquisa em andamento com vírus vivos da varíola. Na Fiocruz, criou um departamento de virologia que deu origem a diversos centros de referência nacionais e internacionais. Este é o virologista Hermann Schatzmayr, que, aos 71 anos, lembra como se fosse hoje o dia em que conheceu a Fiocruz. “Foi amor à primeira vista”, garante o pesquisador, que em 2011 completará bodas de ouro com a Fundação. Hermann é o mais novo homenageado pela seção Perfis de Manguinhos da Agência Fiocruz de Notícias, que já fez o mesmo trabalho com os pesquisadores Lobato Paraense, Victor Valla e Luiz Rey.

Peter Ilicciev)
Hermann Schatzmayr: um cientista que sempre atuou em laboratório sem se esquecer da realidade social (Foto: Peter Ilicciev)

Membro da Academia Brasileira de Medicina Veterinária, Hermann teve uma grata surpresa há cerca de dois anos, quando foi eleito para a Academia Brasileira de Ciências. “Foi um marco importante na minha carreira. Fiquei muito emocionado por esse reconhecimento ao meu trabalho”, afirma. Reconhecimento merecido para um cientista que sempre atuou em laboratório sem se esquecer da realidade social. “Como pesquisador, trabalhei em cima de problemas reais, visando contribuir para o desenvolvimento de soluções em saúde pública”, diz Hermann, cujo laboratório no Instituto Oswaldo Cruz (IOC) se mudou para um novo espaço. O trabalho não pára.

Fonte: fiocruz noticias

Hermann Schatzmayr: uma carreira de ouro na virologia Hermann Schatzmayr: uma carreira de ouro na virologia Reviewed by Kembolle Amilkar on sábado, novembro 08, 2008 Rating: 5

Nenhum comentário